Descarte incorreto de lixo pode ocasionar entupimentos e vazamentos

Publicado em 31/08/2017
Imagem retirada de http://www.sertaozinho.sp.gov.br/conteudo/descarte-incorreto-de-lixo-pode-ocasionar-entupimentos-e-vazamentos.html#.WahPMtyJiUk
Imagem retirada de http://www.sertaozinho.sp.gov.br/conteudo/descarte-incorreto-de-lixo-pode-ocasionar-entupimentos-e-vazamentos.html#.WahPMtyJiUk

De acordo com informações do Serviço Autônomo de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Sertãozinho (SAEMAS), o município possui, aproximadamente, 450 km de tubulações de esgoto. Com toda essa extensão de encanamentos pela cidade, qualquer tipo de lixo descartado indevidamente na rede coletora pode ocasionar um grande problema, não só nas tubulações de origem do descarte irregular, mas, também, nas de terceiros.

Segundo o superintendente da autarquia, Carlos Roberto Sarni, “no geral, os casos de entupimentos só podem ser descobertos quando o esgoto passa visivelmente a vazar na rede coletora mestre da rua, através dos poços de visita (bocas de lobo), do escoamento da caixa de inspeção nas calçadas ou no interior da residência”.

O tempo gasto no trabalho de desentupimento depende da gravidade do caso, que pode durar de 20 minutos a uma hora de serviço. Ainda segundo Sarni, “os casos mais graves ocorrem quando outros tipos de lixo ou sujeira, como produtos de higiene pessoal, sacos plásticos, entre outros resíduos, são descartados na rede que deveria apenas receber dejetos de pessoas”.

Em Sertãozinho, os bairros que possuem um histórico mais extenso de entupimentos da rede coletora de esgoto são: Jardim Alvorada (em alguns pontos específicos), região do Jardim Santa Marta e o Conjunto Habitacional “Lúcia Fabro Sverzut” (Cohab 7), onde foi registrado o último caso de entupimento, com direito a fralda descartável, pente de cabelos, tampas plásticas, calçados, entre outros objetos.

Assim, sempre é válido aquele lembrete para que os moradores façam a sua parte. Se não houver descarte incorreto de resíduos na rede de esgoto, certamente, também não haverá entupimentos.

Para dúvidas e informações, o SAEMAS está sempre à disposição, através do telefone: 3946-4646.

Fonte: Assessoria de Comunicação PMS