No Brasil, as pessoas têm mais acesso a celulares do que ao tratamento de esgoto

Publicado em 28/11/2017
Imagem retirada de http://diariodegoias.com.br/images/stories/imagens/2017/fevereiros/celulares_usados.jpg
Imagem retirada de http://diariodegoias.com.br/images/stories/imagens/2017/fevereiros/celulares_usados.jpg

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, o Brasil está equiparado aos países de primeiro mundo no que diz respeito ao uso de smartphones, mas ainda é subdesenvolvido quanto ao tratamento de esgoto.

Conforme consta nos resultados no estudo, 92,3% dos domicílios brasileiros possuem pelo menos um celular, enquanto 66% das casas não contam com tratamento adequado de esgoto em sua região. No final de 2016, 20,6 milhões de residências não tinham o serviço público de esgoto. Já quanto à coleta de lixo, 6 milhões de lares não possuem esse serviço na porta de casa, enquanto 2 milhões de residências sequer têm acesso à água encanada.

Mas, voltando ao uso de smartphones, o IBGE informou que o nosso país já tem quase 64 milhões de lares com acesso à telefonia móvel, enquanto somente 34,5% das casas têm um telefone fixo. Atualmente, o uso de smartphones no Brasil só perde para a penetração de geladeiras (98,1%) e televisores (97,4%). Já a internet está ativa em 63,3% das casas nacionais, sendo que 60,3% delas fazem esse acesso por meio da conectividade móvel do smartphone, enquanto 40,1% usam o computador e 12,1% pelo tablet.

fonte: CanalTech, com informações do GS Notícias